Search
25 setembro 2017
  • :
  • :

Oito megatendências que influenciarão o mundo até 2030

O relatório destaca, por exemplo, a megatendência “Shifting Market Frontiers” (Mudança nas Fronteiras dos Mercados, em tradução livre) trazendo novos mercados para o centro das atenções uma vez que algumas regiões do mundo já atingiram seu potencial máximo enquanto outras ainda apresentam potencial inexplorado | Foto: Tânia Rêgo/ABr

O relatório destaca, por exemplo, a megatendência “Shifting Market Frontiers” (Mudança nas Fronteiras dos Mercados, em tradução livre) trazendo novos mercados para o centro das atenções uma vez que algumas regiões do mundo já atingiram seu potencial máximo enquanto outras ainda apresentam potencial inexplorado | Foto: Tânia Rêgo/ABr

Megatendência é uma mudança de longo prazo no hábito ou atitude do consumidor que impacta o mercado em diversos setores. No relatório “Megatrend Analysis: Putting the Consumer at the Heart of Business”, a empresa de pesquisa e consultoria de mercado, Euromonitor International, apresenta as oito megatendências que irão influenciar o mercado de bens de consumo até 2030. Segundo o relatório, as análises de megatendências ajudam as empresas a antecipar o desenvolvimento do mercado e impulsionar mudanças nos setores econômicos.

Uma das megatendências identificadas pela Euromonitor International é a “Middle Class Retreat” (Recuo da Classe Média, em tradução livre) que indica a luta da classe média em mercados desenvolvidos para manter sua posição econômica que foi conquistada e desfrutada antes da crise financeira no mundo. “Um aspecto dessa megatendência é a ideia de “Glorified Frugality” (Frugalidade Glorificada, em tradução livre) que indica um consumidor da classe média que comemora quão pouco algo custa ao mesmo tempo que visa reduzir o desperdício”, afirma a diretora de Economies and Consumers da Euromonitor, Sarah Boumphrey.

O relatório destaca ainda a megatendência “Shifting Market Frontiers” (Mudança nas Fronteiras dos Mercados, em tradução livre) trazendo novos mercados para o centro das atenções uma vez que algumas regiões do mundo já atingiram seu potencial máximo enquanto outras ainda apresentam potencial inexplorado. “A China é um bom exemplo. À medida que a saturação do mercado e a concorrência se intensificam nas principais cidades do país, as empresas buscam mercado em cidades de porte médio mas com rápido crescimento. O aumento do investimento privado, o aumento da renda, melhor infraestrutura e acesso à internet de alta velocidade são alguns fatores atrativos nas cidades de porte médio na China. Por exemplo, a cidade de Xiamen, localizada na costa sudeste da China, deverá triplicar o tamanho do seu mercado de consumo (em termos reais) até 2030, tornando-se maior que Roma, Munique ou Barcelona”, explica o head de Client Innovation, Zandi Brehmer.

A lista completa das oito megatendências inclui ainda:

Experience More: essa megatendência enfatiza na busca por experiências em detrimento da posse de bens. Após a crise financeira global, as taxas de crescimento de produtos de bens de consumo caíram enquanto os gastos em serviço continuam a crescer. Espera-se que os gastos com serviços continuem a crescer em um ritmo mais acelerado que os de bens duráveis.

Premiumisation: a megatendência de premiunização é sobre prioridades. Temos hoje um maior leque de produtos com preços que atendem a todos os bolsos. Os consumidores agora podem gastar mais nas coisas que significam mais para eles ao mesmo tempo que reduzem os gastos com aquelas coisas menos significantes.

Ethical Living: o consumidor passa a dar mais valor às questões éticas e aos valores morais. Isso se traduz em decisões de compra que incluem preocupação com o meio ambiente, sustentabilidade, bem-estar dos animais, praticas trabalhistas e impacto nas comunidades e nas vidas das pessoas. A tendência de “Ethical Living” é impulsionada por três principais fatores: conscientização, disponibilidade e acessibilidade.

Shopping Reinvented: A forma como consumimos bens e serviços está em fluxo contínuo à medida que a economia e tecnologia alteram o dia a dia dos negócios e consumidores. A mudança nos valores e acesso à internet aumentam o nível de competitividade. Assim, os consumidores realizam suas compras através de diversos canais e os varejistas precisam estar preparados para engaja-los a qualquer momento e em qualquer lugar.

Healthy living: Os hábitos saudáveis estão deixando de ser um mercado de nicho e estão se tornando o padrão na vida das pessoas à medida que preocupações com obesidades e sensibilidade alimentar continuam a crescer. Os consumidores estão demonstrando uma visão mais holística sobre bem-estar, passando a incluir o bem-estar mental e espiritual ao bem-estar físico. Esse foco na saúde e bem-estar implica numa mudança de estilo de vida em relação aos cuidados da saúde, nutrição, beleza, atividades físicas e cuidados com si mesmo em geral.

Connected consumers: Os consumidores estão cada vez mais conectados utilizando os computadores, smartphones, tablets, dispositivos de navegação, players de mídia, leitores e jogos eletrônicos para interagir com conteúdo digital. A ‘experiência’ se torna uma das palavras mais importantes para esses consumidores conectados.

Para fazer o download gratuito do relatório apresentando as oito megatendências em detalhes, acesse: Megatrend Analysis: Putting the Consumer at the Heart of Business.

Fonte: Apex-Brasil




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *