DHL Global Forwarding lança segundo voo ao redor do mundo

Novo cargueiro transpacífico quinzenal aumenta a capacidade e oferece acesso a rota de comércio transpacífico para clientes no Brasil e na América Latina


A DHL Global Forwarding, divisão especializada do Deutsche Post DHL Group para cargas aéreas, marítimas e rodoviárias, está disponibilizando um segundo cargueiro Boeing 747-400 para conectar EUA, Europa e Ásia. A divisão está respondendo ao grande crescimento na demanda por transporte aéreo internacional, principalmente por serviços de entrega saindo da Ásia e na rota transpacífica convencional, impulsionada por quase todos os setores da indústria. Em complemento ao primeiro voo ao redor do mundo estabelecido em setembro de 2017, esse segundo Boeing 747 estará operando uma rede que inclui os Estados Unidos, Coréia do Sul, China e Alemanha. Ambos os voos destacam a abordagem criativa e focada no consumidor da divisão Global Forwarding para atender as expectativas e necessidades do cli ente.

“Atualmente, a demanda está ultrapassando a oferta, principalmente devido às maiores economias do mundo estarem fortes. Para aumentar nossa eficiência operacional e oferecer as melhores soluções possíveis aos nossos clientes, decidimos criar mais capacidade e acesso a nossa rede de logística global”, disse Maurício Coelho, diretor do Produto Aéreo da DHL Global Forwarding Brasil.

Com uma capacidade de até 100 toneladas por voo, a aeronave oferece um espaço de carga significativo e confiável na rota transpacífica do Aeroporto de Shanghai Pudong a Cincinnati, EUA, de onde retorna para Incheon, Coréia do Sul. Essa rota é importante também para exportadores que desejam chegar ao Brasil e América Latina de forma geral. A partir de Cincinnati, o cliente acessa a malha de transporte da DHL nos EUA, levando sua carga até o Hub de Miami, de onde partem voos para toda a região. Essa sistemática já é usada por grandes indústrias baseadas na China e na Ásia, principalmente de tecnologia para exportar seus produtos e peças para o Brasil e demais países latino-americanos.

O aumento da demanda por capacidades de carga aérea em rotas asiáticas é movido pelas principais indústrias, especificamente eletrônica, motores elétricos, dispositivos elétricos e mecânicos e equipamentos médicos. Devido ao forte desempenho do comércio global, os volumes estão aumentando também dos EUA e da Europa para a Ásia.
O desenvolvimento positivo do comércio mundial e sua continuidade também é demonstrado claramente pelo Barômetro de Comércio Global da DHL. Recentemente, o índice aumentou para 66 pontos em março, saindo de 64 pontos em janeiro, quando o recém-criado barômetro foi inicialmente publicado. Com um valor claramente superior a 50, o Barômetro de Comércio Global da DHL demonstra que o comércio global terá crescimento contínuo nos próximos três meses. Observa-se a mesma tendência na América Latina. O volume de carga aérea para a América Central e do Sul cresceu 12% no primeiro trimestre deste ano. No Brasil, as importações somaram US$ 13,809 bilhões em março de 2018, com alta de 16,9% em relação a março do ano passado pelo critério da média diária, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

“Com a globalização, os mercados estão cada vez mais conectados, incluindo o Brasil e a América Latina. Esse segundo voo global facilita uma integração ainda maior e com competitividade. Uma economia global aquecida e o Brasil iniciando um processo de recuperação devem aquecer ainda mais a demanda. Agora, os exportadores poderão contar com maio capacidade e disponibilidade em suas rotas de exportação para a América Latina, com a garantia de qualidade e confiabilidade da DHL” disse Maurício Coelho.

A aeronave de carga foi arrendada da Atlas Air através de um acordo de aeronave, tripulação, manutenção e seguro (ACMI, na sigla em inglês).

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com