Search
15 dezembro 2017
  • :
  • :

Viracopos conquista maior nota de satisfação dos passageiros já obtida

Resultados foram divulgados no aeroporto na manhã desta quinta-feira

O Aeroporto Internacional de Viracopos ficou com a nota 4,96 no mês de março, na avaliação dos passageiros | Foto: Arquivo/Divulgação

O Aeroporto Internacional de Viracopos ficou com a nota 4,96 no mês de março, na avaliação dos passageiros | Foto: Arquivo/Divulgação

No primeiro trimestre deste ano, 13,8 mil passageiros foram ouvidos nos 15 aeroportos que movimentam 80% das pessoas que viajam de avião no país. 14 tiveram nota acima de 4, a média estipulada pela Conaero (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), numa escala que vai de um a cinco. Além disso, 91% dos passageiros entrevistados fizeram avaliações positivas sobre os aeroportos brasileiros: 47% os consideram bons e 44% muito bons.

“Pela primeira vez na história da pesquisa, 14 dos 15 aeroportos avaliados tiveram nota acima de 4, a média estipulada pelo governo. Isso mostra claramente que estamos no caminho certo para melhorar a qualidade dos serviços prestados à população”, disse o ministro Quintella.

Resultados

Em primeiro lugar no primeiro trimestre deste ano ficou o Aeroporto de Curitiba, com a nota 4,73, a maior na média trimestral. Já o aeroporto de Cuiabá (MT) foi o que teve a maior evolução da satisfação geral. O desempenho foi de 23% em comparação com o primeiro trimestre de 2016.

No geral, a pesquisa aponto satisfação dos serviços oferecidos. De acordo com a pesquisa, 76% dos 38 itens avaliados ficaram acima da média. Destacam-se o tempo de fila no raio X (4,5), a cordialidade dos funcionários da inspeção (4,48) e a disponibilidade de assentos na sala de embarque (4,46). Os órgãos públicos e as companhias aéreas também agradam. Nota 4,61 para o tempo de fila da aduana, 4,26 para a integridade da bagagem e 4,16 para a velocidade da restituição de bagagem (4,16).

Melhorias

Mesmo com avanços, algumas necessidades de melhorias foram destacadas com a pesquisa, como itens relacionados a “facilidades aos passageiros”. Os indicativos sobre custo-benefício das lanchonetes e restaurantes, dos produtos comerciais e do estacionamento foram os que receberam as maiores críticas: notas 2,89, 3,03 e 3,10, respectivamente. A qualidade da internet/wi-fi (3,52) e a disponibilidade de tomadas (3,93) também tiveram um desempenho abaixo do esperado.

Para o futuro, o governo pretende estender os critérios de seleção da pesquisa para mais quatro aeroportos – Belém, Florianópolis, Vitória e Goiânia, segundo a diretora do Departamento de Planejamento e Gestão Aeroportuária da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Fabiana Todesco. Porém, ainda não há ainda uma previsão para este ajuste na pesquisa. Para isso, será aberta uma licitação para a nova empresa que fará a coleta das informações. “A ampliação já foi aprovada no comitê da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero). Agora, precisamos apenas aguardar os trâmites burocráticos necessários para darmos andamento às mudanças”, explica.

Para consultar a pesquisa completa clique aqui.

Com informações do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com