Porto de Santos bate recorde do mês em novembro em movimentação de cargas

Embarques e desembarques voltam a crescer no mês e recorde anual também deve se confirmar; movimentação de contêineres pode chegar a 4 milhões de TEU

O Porto de Santos voltou a crescer em novembro nos dois fluxos de movimento de cargas (embarques e desembarques), o que não acontecia desde abril. Com isso, bateu em novembro o recorde para o mês e no movimento acumulado do ano (11 meses), o que deve confirmar em dezembro o melhor ano da história. O resultado foi de 11,66 milhões de toneladas no mês de novembro e 122,32 milhões de toneladas desde janeiro.

“Além do crescimento geral na movimentação de carga, o Porto de Santos, com as projeções já previstas para dezembro, fechará 2018 batendo mais um recorde anual”, destaca o diretor presidente da Codesp, Luiz Fernando Garcia da Silva. De fato, a estimativa aponta uma movimentação em dezembro acima de 9,6 milhões de toneladas de carga, com isso chegando a mais de 131 milhões no ano, quebrando o recorde de 129,86 milhões registrado no ano passado.

De acordo com os dados levantados pela Gerência de Estatísticas da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), os embarques cresceram em novembro 6,5% em relação ao mesmo mês do ano passado (7,93 milhões contra 7,45 milhões). Desde abril o número relativo ao mês não era superior ao verificado em 2017. Os desembarques, por sua vez, registraram 3,73 milhões de toneladas, aumento de 8% no mês (foram 3,45 milhões em novembro de 2017). Os números, em ambos os fluxos, são recordes históricos.

Na movimentação de contêineres, o mês registrou queda de 4,1% (333.935 TEU; em novembro do ano passado foram 348.138 TEU). Para o ano, no entanto, houve crescimento de 7,5% (3.790.513 TEU ante 3.524.785 entre janeiro e novembro de 2017). A marca é a melhor já registrada no Porto de Santos e deve superar em dezembro, pela 1ª vez, os quatro milhões de TEU (medida padrão equivalente a um contêiner de 20 pés).

O produto com maior movimentação em novembro/2018 foi o milho, com 2,21 milhões de toneladas. O crescimento foi de 7,3% em relação a novembro/2017 (quando o registro foi de 2,06 milhões). O 2º no índice do mês foi o açúcar, mesmo com queda de 33,2% na comparação mensal com o ano anterior. A quantidade foi de 1,23 milhão, enquanto o mesmo mês de 2017 registrou 1,84 milhão. O complexo soja (grãos e farelo) ficou em 3º no mês, com 942,8 mil toneladas. Completam as 5 cargas mais embarcadas no mês a celulose (455,5mil toneladas) e os sucos cítricos (213,8 mil toneladas).

Nos desembarques, o adubo continua sendo o produto de maior movimentação, batendo recorde para o mês e para o ano. No total do Porto, foi a 4ª maior marca, com o número de 581 mil toneladas em novembro/2018.

No movimento acumulado do ano, faltando um mês para encerrar 2018, os embarques ultrapassaram 86,91 milhões de toneladas, aumento de 0,1% sobre 2017 (quando o registro foi de 86,81 milhões). Embora leve, a alta marca novo recorde para o período. O complexo soja cresceu 23,2% em relação ao ano passado e foi o produto mais exportado, com a marca recorde de 25,93 milhões de toneladas, seguido de açúcar (14,12 milhões, queda de 28,1% em relação ao acumulado em 2017, quando a marca foi de 19,63 milhões). O milho foi o 3º produto mais embarcado, com 10,59 milhões. Celulose ficou em 4º lugar, com 4,22 milhões – crescimento de 54,3% em relação a 2017 -, e sucos cítricos em 5º, com 2,14 milhões. Estes dois tiveram os melhores resultados já registrados para o ano.

Os desembarques no período foram de 35,41 milhões de toneladas, crescimento de 6,8% em relação a 2017, que registrou 33,14 milhões. O produto com maior movimentação no período foi o adubo, com 3,86 milhões, aumento de 4,1% em relação a 2017. Em 2º ficou o enxofre, com 1,96 milhão, 20% a mais em relação ao acumulado do ano passado.

Ainda que com movimentação em crescimento, o número de atracações variou pouco comparado ao ano passado, o que significa maior quantidade de carga por embarcação. No mês de novembro/2018, foram 409 atracações, sendo que em 2017 foram 401 no mesmo mês. De janeiro a novembro foram 4.435 atracações. Tinham sido 4.444 no mesmo período em 2017.

Assessoria de Imprensa




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com