França oferece mais de 1.500 vagas para doutorado

Maior parte dos editais preveem financiamento via contrato doutoral

Os brasileiros interessados em realizar sua pesquisa na França devem aproveitar as próximas semanas para enviar as candidaturas. No catálogo de escolas doutorais do Campus France Brasil, é possível acessar mais de 1.500 chamadas abertas para doutorado pleno, pós-doutorado e estágio de mestrado nas mais diversas áreas. A maior parte das ofertas preveem financiamento via contrato doutoral ou bolsa de estudos.

Para verificar os pré-requisitos e a data limite de inscrição, é preciso acessar o site. Os critérios de seleção, assim como documentos necessários e nível de idioma, variam conforme a proposta ou escola doutoral. Eventualmente, as escolas permitem que as teses sejam escritas em inglês e algumas ofertas impõem a nacionalidade dos candidatos como critério.

Além de acessar as vagas existentes (disponíveis na aba “ofertas”), os pesquisadores também podem conhecer as diferentes linhas de pesquisa das escolas e enviar um projeto espontaneamente para doutorado pleno, doutorado sanduíche ou cotutela. Todas as informações sobre o tema estão disponíveis no link.

Doutorado na França

A França investe 48 bilhões de euros por ano em pesquisa, o equivalente a 2,24% de seu PIB. Existem 270 escolas doutorais ligadas a 2500 laboratórios de pesquisa públicos espalhados por todo o país. No total, 42% dos doutorandos inscritos nestas instituições são estrangeiros.

O doutorado é o mais alto diploma emitido pelas universidades francesas e pode ser concluído em três anos. A taxa de inscrição no doutorado na França é de 380 euros por ano.

Financiamento para pesquisas

Existem inúmeros mecanismos de financiamento disponíveis para doutorandos internacionais e algumas escolas doutorais exigem um financiamento mínimo para o ingresso. Uma ferramenta útil para a busca de financiamento é o catálogo de bolsas do Campus France Brasil, onde constam 83 bolsas disponíveis para brasileiros.

Os doutorandos também podem verificar juntos às escolas a possibilidade de estabelecer um contrato doutoral, que é um contrato de trabalho assinado entre a instituição e o pesquisador. Outras instituições que utilizam o mesmo mecanismo ou oferecem bolsas de estudos são a Agência Nacional de Pesquisa, órgãos franceses de pesquisa (Cnes, CNRS, CEA, entre outros) ou órgãos de fomento à pesquisa do governo brasileiro (Capes, CNPq, agências estaduais).

Ainda é possível buscar financiamento junto a empresas ou União Europeia. Veja mais informações.

Cursos de imersão científica e linguística

Aqueles que desejam conhecer os setores de ponta da pesquisa francesa, aprender o idioma e ainda estabelecer uma rede de contatos com laboratórios, empresas, cientistas e professores, podem participar dos programas de curta duração French + Sciences. Os programas, voltados aos mestrandos e doutorandos que desejam continuar suas pesquisas na França, são ministrados em inglês e têm duração de 4 semanas.

A programação inclui conferências, debates, visitas técnicas, apresentação sobre oportunidades de estudos, tutoria acadêmica individual, aulas de francês e atividades culturais. Em 2019, o Campus France oferece sessões sobre ciências do mar e desenvolvimento sustentável.

O cronograma completo está disponível no site.

Assessoria de Imprensa




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com